Vínculo e Relação Terapêutica

É comum o questionamento sobre como a Psicoterapia se constitui um lugar de Potência e Expansão. 

Em minha prática, entendo que isto ocorra primordialmente através da Relação Terapêutica, em um espaço de neutralidade, acolhimento e respeito.

 

Nesta relação, o terapeuta busca aproximar-se pela empatia e escuta, deseja compreender as múltiplas dimensões do sofrimento e da condição humana, a partir de um olhar que investiga de que lugar o seu paciente fala, quais são seus textos e contextos, o que há de desconhecido no que prefere calar, e o que precisa ser nomeado para um dia deixar de doer.

 

É a partir desta perspectiva que pode se instaurar algum vinculo ou qualquer processo de transformação.

Neste ponto compartilho da visão de Jung, quando diz:

"Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana seja apenas outra alma humana."